quarta-feira, março 09, 2011


“Oi, como tem estado a sua vida? E o seu coração? Está cuidando bem desse sorriso que me conquistou? Sinceramente, eu tenho saudades de você, tenho mesmo. Das suas palavras, e das nossas músicas. Eu procuro não ouvi-las mais, e quando ouço e não tenho como pedir para tirarem eu levo meus pensamentos para longe, fico pensando em coisas que não tem nada a ver com nós dois pra ver se todo esse amor acaba logo. Eu ainda te amo, confesso, mas cada dia que passa eu tenho te amado menos, sinto orgulho de mim. Você não tem mais falado comigo no msn, isso me incomoda, mas me faz bem, me mostra que realmente que não existe mais nada entre nós dois. Foi bom enquanto durou não foi? Pelo menos eu acho. Me lembro quando você me pediu pra ser sua amiga, me desculpa por não conseguir realizar seu pedido, é que não dava pra ser sua amiga, nem ao menos fingir. Imagina você me contando que ta gostando de certa menina, que ta ficando com outra essas coisas, isso iria acabar literalmente comigo. Mas se nem isso a gente conseguiu, é que não é pra acontecer mesmo, pelo menos por enquanto. Talvez um de nós dois não esteja pronto, mais precisamente eu mesma né. Eu ainda penso em você, bem menos do que antes mais penso. E você? rs. que pergunta mais idiota. Bom, já que tive coragem de fazer essa pergunta vou fazer mais outras. Por que quando você abraça aquelas piriguetes tem que ficar olhando pra mim? Por que você insiste em ficar mexendo com minha melhor amiga quando ela está ao meu lado e estamos conversando? Por que justo com aquele grupinho você fica fazendo graça? Tirando fotinha? Quando estávamos juntos nem pra levantar do banco aquele dia, pra tirar foto comigo você teve a capacidade. Isso porque era o dia dos namorados, e você vivia dizendo que não saberia o que fazer se eu largasse de você. Idiota, é isso que você é. E não me venha dizer que não tenho motivos pra não gostar mais de você, porque eu tenho sim, tá. Bom, escrevo porque não sei engolir o meu orgulho pra falar com você. Felicidades, sorte na vida. Te amo menos do que antes. Tchau.”

You Might Also Like

0 comentários

Google+ Followers