SPFW Outono-Inverno 2012

segunda-feira, janeiro 23, 2012


Ellus embalada por acordes de violinos e violoncelos inspirada por histórias de países nórdicos, além do universo motor e heavy metal. A roupa - em lã, couro, rendas e seda- é mais estruturada e traz texturas, bordados de franjas, de paetês e até mesmo delicadas dobraduras. Ênfase nos casacos, trench-coats e jaquetas perfecto e outras com volumes de aspecto matelassê. Bacanas também as vestes em couro de pegada mais minimalista e corte a fio.

Reinaldo Lourenço faz uma ode ao universo gótico e dark. De uma maneira extremamente sofisticada, o designer traz referências à Catedral de Notre Dame, com suas pedras e vitrais, reverenciando o oculto em shapes desconstruídos. Materiais como nobres, como seda, crepe e georgete, aparecem ao lado do verniz e da lã, além do couro e veludo cristal, que ganham preciosos bordados de cristais coloridos e pretos.Os vestidos alongados, que trazem capuzes em estampas geométricas lembrando a combinação de cores de vitrais medievais.

O estilista Samuel Cirnansck traz uma mulher, rica e magestosa que ganha ares de felina e desfila com um lindo vestido longo em tons de preto e ouro velho. Já os poucos looks curtos trazem bordados com desenhos de inspiração celta e se contrastam a opulência dos longos volumosos recobertos com pedrarias, tudo em preto, nude e dourado. O único casaco da coleção, em branco, traz mais de 80 metros de franjas de sedas desfiadas e trançadas em bases de fita de cetim.Traz tambem os sapatos em ouro e prata com transparências em parceria com a marca Jorge Bischoff.
 Huis Clos, assinada por Sara Kawasaki apresentou uma coleção minimalista e extremamente elegante. Olhando de maneira particular para o universo da lingerie, a marca escolheu as malhas de lã, a renda e o veludo cristal como matérias-primas da estação.
Os casacos amplos e levemente estruturados têm golas com uma dobradura sutil. As blusas, vestidos e outras roupas ganham destaque por meio de volumes que começam nos ombros, vestidos em veludo cristal, com cinturas no lugar e mangas tipo "princesa" e cores como areia, verde-claro e ouro velho.
A Cavalera levou todos do SPFW a estação da Luz. O moletom, um dos símbolos da grife, é mais sofisticado, todo estampado e em fundo branco, recoberto com motivos coloridos - como corações sagrados, flores e espinhos-, com texturas, bordados e paetês ou recortes vazados. Outro ponto forte da coleção é o jeanswear, que vem desde o mais despojado, em  até os mais avant-guarde, imitando couro.  A alfaiataria também é bem bacana mesclando sarja, lãs e às transparências das rendas: neles, com sobreposições de jaqueta perfecto com gola tipo parka ou descontruída. Já para elas, com casacos mais curtos, mesclando transparência e peso, inclusive sobrepostos a vestidos com várias camadas de saias curtas, com texturas e volumes. Nas cores, muito, muito preto, além de vermelho, caqui, azul e verde-militar.

You Might Also Like

0 comentários

Google+ Followers